Tumores Musculoesqueléticos

Clique nos títulos abaixo para saber mais:

Os Tumores Musculoesqueléticos são tumores que se desenvolvem nos ossos e nas partes moles – constituídas pelo tecido de sustentação, exceto tecido ósseo e tecido epitelial (tecido que reveste a superfície externa do corpo, os órgãos e as cavidades corporais externas). Os tumores ósseos são bastante raros, representam cerca de 1% de todos os tumores.

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

FONTE DE REFERÊNCIA: Hospital do Amor 

Os principais tumores ósseos são conhecidos como: Osteossarcoma, Sarcoma de Ewing, Condrossarcoma e Sarcoma de Partes Moles.

Você pode ler mais sobre cada subtipo no próprio link com o nome da doença, em nossa página principal!

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

FONTE DE REFERÊNCIA: Hospital do Amor 

A cirurgia oncológica nos tumores musculoesqueléticos, deve seguir algumas etapas, iniciando-se pela biópsia.

A cirurgia com a finalidade curativa (também conhecida como cirurgia com margem oncológica) deve seguir alguns princípios, visando eliminar totalmente o tumor.

Hoje, o conceito de preservação de membro em cirurgia oncológica é bastante conhecido e deve ser indicado sempre que o resultado funcional for superior ao de uma amputação. Existem várias técnicas e materiais criados para fazer a reconstrução do defeito criado pela ressecção do tumor.

Quanto aos tumores de partes moles, às vezes, é necessário fazer reconstrução com transferência de tecidos para restaurar as funções dinâmicas. Nos tumores ósseos essas substituições são feitas por endoproteses (próteses internas) não convencionais, sínteses biológicas como auto-enxerto (quando usamos um seguimento ósseo do mesmo paciente para reconstruir o defeito ósseo da ressecção do tumor) e homoenxertos (obtidos através dos doadores de cadáveres com bancos de ossos).

Alguns tumores se desenvolvem em lugares que comprometem estruturas importantes e a amputação acaba sendo o melhor método de cirurgia curativa. Ao contrário do que muitos acreditam, a amputação é um método de tratamento em oncologia para preservar a vida do paciente e não um sinal de perda ou derrota no tratamento.

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

 

FONTE DE REFERÊNCIA: Hospital do Amor 

Ainda não registramos nenhum depoimento sobre esse tipo de Câncer.

Ainda não registramos nenhum depoimento sobre esse tipo de Câncer. Quer contar sua história e inspirar outras pessoas?
Clique aqui e mande seu depoimento