Sarcomas

Clique nos títulos abaixo para saber mais:

O Sarcoma é um tipo de câncer que se desenvolve a partir de certos tecidos, como ossos, tendões ou músculos. Os dois tipos principais são os Sarcomas Ósseos e os Sarcomas de Partes Moles.

O nome do tipo de Sarcoma depende do tecido em que ele se originou. O Sarcoma que se origina no tecido gorduroso é chamado de Lipossarcoma; aquele que se origina no músculo liso (músculo que fica ao redor das alças de intestino e na parede de vasos sanguíneos) recebe o nome de Leiomiossarcoma. O que se origina nos músculos estriados (responsáveis pela movimentação do corpo) é chamado de Rabdomiossarcoma.

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

 

FONTE DE REFERÊNCIA: Vencer o Câncer

Pesquisa: Liga de Oncologia UFRGS (Rossana Figini Maciel)

Existem mais de 50 tipos de Sarcomas. Nos adultos, os mais comuns são Sarcoma Pleomórfico Indiferenciado, Lipossarcoma e Leiomiossarcoma de alto grau.

Os Sarcomas são divididos de acordo com o grau de agressividade, em baixo grau, grau intermediário e alto grau. Os de alto grau têm maior propensão para produzir metástases em locais distantes ao de origem.

Alguns subtipos são: Fibrossarcoma, Sarcoma de Células Claras, Tumor Estromal Gastrointestinal (GIST), Sarcoma de Kaposi, Rabdomiossarcoma, Sarcoma de Partes Moles Alveolar, Angiossarcoma e Lipossarcoma.

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

 

FONTE DE REFERÊNCIA: Instituto Vencer o Câncer

Pesquisa: Liga de Oncologia UFRGS (Rossana Figini Maciel)

O sintoma mais evidente do Sarcoma de Partes Moles é a dor na região afetada. Como ele pode se originar em qualquer parte do corpo, os sinais e sintomas irão depender do tipo e da localização do tumor. Por exemplo, um lipossarcoma de coxa produz aumento do volume da coxa que pode provocar dor.

Deve-se ficar atento aos seguintes sinais e sintomas:

  • Crescimento de nódulo ou caroço em qualquer parte do corpo;
  • Dor abdominal que piora com o tempo;
  • Sangue nas fezes ou vômito;
  • Fezes escuras ou negras, sinal de que há sangramento interno.

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

 

FONTE DE REFERÊNCIA:Instituto Vencer o Câncer

Pesquisa: Liga de Oncologia UFRGS (Rossana Figini Maciel)

Dependendo da localização do tumor, o exame físico já levanta a suspeita do diagnóstico. Exames por imagem podem ser pedidos para ver se o Sarcoma atingiu outros órgãos. O diagnóstico definitivo é obtido por meio de biópsia por agulha grossa, guiada por ultrassonografia ou tomografia. A análise do material vai definir também o tipo histológico (isto é, o tipo de célula) do tumor.  Esse exame também determina o grau de malignidade do tumor, que é importante para a escolha do melhor tratamento.

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

FONTE DE REFERÊNCIA: Instituto Vencer o Câncer

Pesquisa: Liga de Oncologia UFRGS (Rossana Figini Maciel)

TRATAMENTO

 

O tratamento é individualizado, levando em conta o estádio clínico da doença e o subtipo histológico de cada tumor. A cirurgia é quase sempre indicada, às vezes, associada à radioterapia e/ou quimioterapia ou terapia alvo.

A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

FONTE DE REFERÊNCIA: Instituto Vencer o Câncer

Pesquisa: Liga de Oncologia UFRGS (Rossana Figini Maciel)

Sofia Aumond Kuhn

Sofia Aumond Kuhn Tumor de Ewing, Porto Alegre (RS) O ano de 1994 foi sem dúvida o mais marcante de minha vida até aqui. Aquele havia sido um ano especialmente
Ler mais