Andrea Fantinel

Câncer de mama – Cachoeirinha – RS

01 Andrea Fatinel

Descobri que estava com câncer em março de 2017, mais precisamente no dia 26. Meu chão caiu, pois essa palavra assusta , mas não me deixei cair, escutei tudo que o médico tinha para me falar , inclusive o conselho dele pra mim “ pode chorar” – eu só lembro de dizer pra ele “agora não, vou fazer isso depois, primeiro quero ouvir tudo o que tenho que fazer , porque se eu começar a chorar não vou conseguir perguntar.” Foi assim que eu agi. Saindo do consultório comecei a chorar , e disse pra mim mesma: só hoje eu vou sentir dó de mim por estar com essa doença , vou chorar tudo e amanhã vou acordar com um sorriso os lábios e lutar pelo que eu tenho!
Direito à vida , segui sorrindo e com pensamentos bons, penso que vai dar tudo certo, eu sou resistente e consigo. E nesse meio tempo veio a segunda notícia “Andrea, não tínhamos noção que estava em um estágio tão avançado e que você está com metástases no fígado”. Bom, mais uma vez o chão se abriu. Novamente eu chorei, e disse pra mim mesma , hoje vai ser a segunda e última vez que choro por esta doença , porque amanhã eu vou acordar com meu melhor sorriso olhar para o céu e agradecer por poder ter forças de lutar por mim . E hoje agradeço todos os dias por estar com minha filha, por ter objetivos e ir atrás deles.